Netmenu Portal de Gastronomia

Cria o teu cartão de visita

Beira Alta
Restaurantes visitados:
Bem Haja
Resumo do Passeio
  • Terras do Dão
  • Viseu
  • Margem Sul do Rio Douro
  • Nelas
  • Passeio completo
    Agora que o mês de Setembro está aí, é bom rumar ao interior, onde os aromas dos produtos que estão prontos a ser colhidos abundam por todo o lado. Os cereais, as pêras e as maçãs, mas acima de tudo as uvas que já se vão comendo à mesa e que, daqui a algumas semanas, começam a ser colhidas em grande escala, para a produção desse néctar delicioso e imprescindível: o vinho.

    Umas uvas moscatel, pequeninas e muito doces, ou umas uvas brancas dedo de dama, compridas e de paladar mais suave, mas muito sumarentas, na companhia dum naco de bom pão de centeio ou de mistura, ou duma broa de milho saborosa, é um petisco delicioso, completado com a companhia de uma copo de vinho branco, fresco, para degustar à sombra dum castanheiro frondoso, em qualquer local desse interior português.

    Rumamos hoje a terras do Dão, nome que se reparte pelo rio e pela região vinícola demarcada, uma das mais antigas de Portugal, há alguns anos tão mal tratada, mas hoje felizmente totalmente recuperada, não só no seu prestígio mas também na qualidade e quantidade dos vinhos que ali se produzem. Entre produtores particulares e de quinta e algumas Adegas Cooperativas, produz-se e bebe-se hoje em dia na região do Dão muito bons vinhos, principalmente os tintos. Que se podem beber novos, mas que envelhecem muito bem em garrafa, principalmente as reservas.

    Uma região hoje de acesso muito fácil, através do IP5 para quem vem do Norte ou através do IP3 para quem se desloca do Sul, mas que possui muitas outras rotas secundárias com boas vias de comunicação, para quem pode andar com mais tempo, e apreciar melhor a paisagem e as aldeias, que as há tão bonitas.

    A cidade por excelência do Dão é Viseu, aliás capital de distrito, cujos domínios se estendem mesmo até à margem Sul do rio Douro. Mas há algumas outras povoações com interesse e com história, pois toda a região é bem antiga, remontando ao tempo dos visigodos, tendo por ali vivido um dos nossos mais famosos antepassados, o guerreiro Viriato.

    E também se come muito bem por aquelas paragens, onde são criados produtos genuínos tradicionais, como o queijo da Serra, as morcelas da Beira e a vitela de Lafões, que continuam a ser divulgados em muitas das casas de bem comer da região. Por isso, antes que as vindimas comecem, ou então para as poder apreciar localmente, meta-se no carro e vá por ali acima, que não faltam locais simpáticos para passar dois ou três dias.

    Visite a cidade de Viseu, agora em fase final de recuperação do seu centro histórico, a par de muitos dos seus edifícios emblemáticos, passe pelo museu Grão Vasco e deleite-se com obras originais de alguns dos nossos grandes pintores, a começar pelo que dá o nome ao museu, não se esqueça de passar pelo mercado e comprar alguns produtos regionais, e coma bem, mesmo muito bem.

    Propomos hoje uma visita, uns vinte e poucos quilómetros mais à frente, a Nelas, onde funciona há longos anos uma importante estação vitivinícola da região. E onde funciona também, mas apenas há pouco mais de um ano uma casa de bem comer que dá pelo sugestivo nome de Bem-Haja. Bem-haja dizemos nós, visitantes, que saudamos o aparecimento de poiso tão agradável. Que se mantenha por muitos e bons anos é o que desejamos a este “Bem-Haja”. Um simpático casal resolveu, em boa hora, transformar um antigo lagar de vinho em espaço para comezainas, e fê-lo da melhor maneira. São duas salas muito agradáveis, plenas de luz, onde se manteve o granito rude das paredes, com tijoleira moderna pelo chão, a que se juntaram tectos mais modernos, a permitir iluminação e ventilação adequadas, conservando-se numa das salas o travejamento do tecto. Pelas paredes foram espalhados alguns apetrechos que lembra a origem do local refeiçoeiro.

    À mesa o bom gosto continua, com uma amesendação impecável, e a curiosidade de os atoalhados e as louça

    Sugestão apresentada em Agosto 2015
    mais passeios Enviar comentário         Recomendar a um amigo

     

     

    Palavra a Pesquisar

    Que tipo de "workshops" acha mais apetecível?
    Workshop de Vinhos Licorosos da Madeira
    Workshop de Vinhos do Porto

    Um trajecto fantástico no Douro...

    Terra de Pescadores